Banco do Brasil: sonho de muita gente também na Bahia e Sergipe

Kátia Maria Rodrigues, gerente regional de Gestão de Pessoas do Banco do Brasil (BB), abrangendo Bahia e Sergipe, é um exemplo de funcionária que fez carreira dentro da instituição. Há 25 anos atuando no banco, no qual ingressou por concurso, tendo passado por diversas áreas.

Sobre o concurso para escriturário, que está com inscrições abertas, a gerente afirmou que "o banco oferece oportunidade real para quem quer fazer carreira dentro da instituição". Na entrevista à FOLHA DIRIGIDA, Kátia Maria destacou que o Banco do Brasil assumiu as contas dos servidores públicos do Estado da Bahia, em torno de 250 mil novas contas, que exigiu criação de mais unidades bancárias e aumento do quadro de pessoal daquelas já existentes. "Além disso, existem as demandas de rotina do banco durante todo ano, que são funcionários que se afastam por aposentadoria, por licenças, até mesmo para fazer cursos no exterior", observou, referindo-se à necessidade de o BB contar sempre com um banco de concursados.

Qual a importância do concurso que está sendo realizado para escriturário, em Salvador?
O concurso visa preencher a demanda atual, pois embora ainda exista um concurso válido, que foi realizado em setembro de 2007, todos os aprovados já foram convocados e empossados. Como a constituição, em seu artigo 37, disciplina que o ingresso no banco se dá através de concurso, sempre tem que haver cadastro de reserva.

Quantos escriturários foram contratos de setembro até hoje?
Neste período, para Salvador e Região Metropolitana, foram empossados 288 escriturários.

Qual o motivo dessa demanda expressiva?
O banco está implantando a terceira central de auto-atendimento aqui em Salvador, a primeira foi instalada em Curitiba e a segunda em São Paulo. Paralelo a essa central, o Banco do Brasil assumiu as contas dos servidores públicos do Estado da Bahia, em torno de 250 mil novas contas, que exigiu criação de mais unidades bancárias e aumento do quadro de pessoal daquelas já existentes. Além disso, existem as demandas de rotina do banco durante todo ano, que são funcionários que se afastam por aposentadoria, por licenças, até mesmo para fazer cursos no exterior.

Quantas agências existem em Salvador e quantas serão instaladas?
Atualmente são 42 agências. Estão sendo implantadas 10 agências que entrarão em funcionamento no segundo semestre deste ano, perfazendo um total de 52.

Inicialmente, quantos aprovados serão convocados? O objetivo é convocar o maior número de aprovados durante a validade do concurso? Qual seria este número ideal?
O banco não tem como informar um número preciso em decorrência dessa dinâmica relacionada anteriormente (implantação da central, contas do funcionalismo público e afastamentos inerentes à rotina própria do banco). Por isso, é feito um cadastro de reserva, cujos aprovados são convocados à medida que vão surgindo as vagas. Não tem um número ideal, existem as contratações decorrentes da demanda e da necessidade do banco, seja por criação de novas agências ou por afastamento de funcionários.

Para se fazer uma média das contratações imediata neste concurso, quantos funcionários serão destinados para cada agência nova?
Ainda não se tem um número específico, mas para cada agência deverão ser encaminhados entre 10 e 15 funcionários.

Existe um limite de aprovação?
Não. A exigência é que os candidatos, para serem classificados, alcancem a pontuação exigida no edital. Se o banco precisar, dentro do prazo de validade do concurso, que é de 2 anos (não prorrogável), pode contratar todos os aprovados, como ocorreu no concurso anterior.

A partir de que mês começa a convocação?
A prova está prevista para ser realizada no dia 25 de maio. A partir de julho, pretende-se começar o processo de qualificação dos primeiros convocados.

Como os aprovados poderão acompanhar o concurso durante o seu prazo de validade? O Banco do Brasil vai dar transparência a esse processo?
Toda transparência. Os candidatos poderão acompanhar toda a etapa do concurso através do site do banco www.bb.com.br, que tem um link específico para concursos e que pode ser consultado todas as etapas do concurso, todas as convocações.

Quais serão os primeiros procedimentos adotados com relação aos novos servidores? Eles vão passar por treinamento? E durante este período, vão receber salário integral?
Primeiro os aprovados serão convocados por intermédio de uma carta enviada pelo banco indicando em qual agência ele deverá se apresentar. A agência informará todo o procedimento admissional, que inclui também exames médicos, que são realizados pela Cassi. Concluída esta etapa, ele é encaminhado à gerência de gestão de pessoas. Aqui, durante duas semanas, o escriturário passará por um treinamento. Com o primeiro módulo do treinamento ele será inserido no banco, ele terá o primeiro contato com a instituição, conhecerá o portifólio do banco, as funções exercidas por um escriturário, entre outros. Depois dessas duas semanas, o funcionário será encaminhado à agência em que se apresentou inicialmente e começa a trabalhar efetivamente. Neste período de duas semanas, ele já será registrado como funcionário do banco e receberá, no final do mês, o salário constante do edital, que é de R$942,90 mais o valor de R$ 542,20, referente à alimentação. Seis meses depois ele retorna à Gerência de Gestão de Pessoas para a segunda etapa do treinamento. A partir daí o funcionário terá toda a programação de como proceder para galgar outros cargos dentro da instituição.

Como funciona o plano de cargos e salários? Há melhorias salariais em decorrência de cursos ou conhecimentos específicos do funcionário?
A ascensão profissional dentro do banco está nas mãos do funcionário. O banco disponibiliza cursos, treinamentos, cursos a distância. A cada curso o funcionário vai recebendo uma pontuação. No banco existe o sistema TAO (Talentos e Oportunidades). O funcionário registra seus pontos neste sistema. Quando o banco precisa de um funcionário com um determinado perfil para ocupar um cargo, aciona o TAO, que indicará a pessoa que mais se aproxima das exigências do cargo. Os cargos comissionados elevam consideravelmente os rendimentos do funcionário. Também inclui tempo de serviço, e outros benefícios que vão sendo acumulados ao longo dos anos.

Qual seria o aumento do escriturário que passa a ocupar um cargo comissionado, em média?
Existem várias remunerações para cargos comissionados, tem o nível operacional, de direção, executivo. Cada um recebe um aumento diferenciado. E ainda têm aqueles funcionários que ocupam o mesmo cargo e o salário é diferenciado em função do tempo de serviço, por exemplo. No caso específico do cargo operacional, o aumento será acima de 100% do salário base.

Qual o quadro de funcionários do Banco do Brasil no estado da Bahia? São 5.900 funcionários em todo o estado. Há carência de escriturário no interior? Há previsão para concurso?
A carência das agências do interior estão sendo supridas pelo concurso realizado em 2007, que tem prazo de validade de dois anos. Ao contrário da capital, que não existem mais aprovados no cadastro de reserva, o interior teve mais candidatos aprovados, que estão sendo convocados de acordo com a necessidade de cada município. Por isso não tem previsão para realização de novo concurso.

Existe uma política de valorização do funcionário?
O banco investe muito no funcionário. Existe desde cursos de atualização, capacitação, até cursos de graduação, pós-graduação, idiomas, até cursos no exterior. O banco tem convênio com instituições como Universidade Federal da Bahia (Ufba), Fundação Getúlio Vargas (FGV) e outras. A todos estes cursos vão sendo creditados pontos, que contribuirão para a ascensão dentro do banco. O maior exemplo de que o funcionário poderá ascender até o último cargo do banco é o atual presidente, que entrou como menor aprendiz.

Com relação aos cursos de graduação e pós-graduação, por exemplo, o banco se responsabiliza pelo pagamento integral ou parcial?
O pagamento é parcial, mas as bolsas podem cobrir até 80% do valor do curso.

Qual o procedimento para os funcionários conseguirem as bolsas?
Tem o programa em que o candidato se inscreve e, à medida que vão surgindo vagas, os funcionários vão sendo indicados.

Além do cargo de escriturário, há carência em outras funções de apoio e de nível superior?
Não, pois os escriturários sempre são qualificados e preparados para ocupar outras funções, outros cargos, inclusive os de nível superior, uma vez que o banco oferece programas de formação. Com isso, sempre a carência é para o escriturário.

Quantas agências existem no Estado da Bahia?
São mais de 300 agências incluindo capital e interior.

Sergipe também faz parte desta gerência regional. Há carência de pessoal naquele estado? Há necessidade de se realizar concurso?
Não há necessidade de se fazer concurso, pois o do ano passado está dentro do prazo de validade e o cadastro reserva está atendendo o estado. Os funcionários estão sendo convocados de acordo com a demanda.

Quantas agências existem em Sergipe?
São 42 agências.

Nos dois estados são quantos funcionários?
Ao todo são 6.200 funcionários

O que você tem a dizer aos funcionários que pretendem ingressar no Banco do Brasil?
Eles vão entrar em uma empresa sólida e consolidada, afinal completará 200 anos em outubro deste ano. Investe "pesado" em seus funcionários, oferece diversas oportunidades de crescimento dentro da instituição, forma verdadeiros consultores financeiros. É uma oportunidade real para aqueles que têm interesse em fazer carreira nesta área.

0 comentários: